Com o objetivo de trocar experiências com o Crea-MG, o diretor nacional da Mútua, geólogo Waldir Duarte Costa Filho, esteve na sede do Conselho, onde se reuniu com o presidente, engenheiro civil Lucio Fernando Borges, no dia 29 de novembro. Na ocasião, Lucio, que estava acompanhado do ouvidor, engenheiro eletricista Alfredo Diniz, destacou a importância da Mútua para os profissionais e o Sistema ao longo dos anos.

Na oportunidade, Waldir, que foi eleito diretor nacional da Mútua pelo Plenário do Confea em maio deste ano e assumiu o cargo em agosto, também visitou a Mútua-MG, que conta atualmente com 29.960 associados, maior em número do país, e também conheceu o Acervo Lourenço Baeta Neves. Na visita, ganhou um exemplar “Cavaleiro Andante da Engenharia: memória e trajetória de Lourenço Baeta Neves”, patrocinado pela Mútua. O acervo conta a história da trajetória profissional do engenheiro civil e sanitarista, que se tornou, em 1934, o primeiro presidente do Crea-MG.

B772F208 5E4C 4E8C 8E0C 1C6EB3CA7169
 

Almir Moura
Publicado em 30 de novembro de 2021

Na manhã do dia 29 de novembro, o presidente do Crea-MG, engenheiro civil Lucio Fernando Borges, recebeu o diretor regional da Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento (Abrava-MG), engenheiro mecânico Carlos Braga. A entrega da cartilha “Qualidade do Ar Interno (QAI), Garantia de Saúde, Segurança e Bem-estar”, que teve o apoio do Crea-MG, em uma parceria entre as instituições, marcou o motivo do encontro. A publicação contém mais de 30 páginas com textos e ilustrações que deixam a leitura mais leve e mostram para a sociedade a importância da QAI na vida das pessoas.

Na ocasião, Lucio Borges, autor do texto de apresentação da cartilha, destacou a importância da parceria e da publicação. “Nós, enquanto conselho profissional, precisamos lutar para que leigos não executem o trabalho dos profissionais habilitados, ainda mais em diretrizes tão importantes como a qualidade do ar interno, e nesse sentido, caminhar com as entidades, como a Abrava, fazem com que tenhamos mais êxito em nossas funções”, afirmou.

Carlos Braga agradeceu a parceria com o Crea-MG e afirmou que a cartilha é uma fonte de informação relevante para a sociedade. “Informar as pessoas sobre nossa atividade é fundamental, especialmente, em um momento de pandemia, quando a qualidade do ar interno é tão debatida”, ressaltou.

A cartilha está disponível para download no site da Abrava

 

Marlon Neves
Publicado no dia 29 de novembro de 2021

Considerado o primeiro código instituído com a proposta de executar a reforma agrária, o Estatuto da Terra foi inteiramente elaborado no Brasil, através da Lei 4.504, de 30 de novembro de 1964. A proposta visa promover uma distribuição de terra mais organizada, na busca por garantias de respeito aos princípios da igualdade social, direitos à produtividade e o progresso responsável da agricultura.

O Estatuto da Terra é fundamental para o desenvolvimento do agronegócio de forma justa, de acordo com as diretrizes que regulam as práticas rurais e agropecuárias no Brasil.

A Inspetoria de Governador Valadares está de mudança para uma nova sede. Por esse motivo, não haverá atendimento (presencial e telefônico) entre os dias 29/11 e 03/12. Mas você pode continuar realizando todas as solicitações, de qualquer lugar do país, por meio do sistema de serviços online (Sitac).

O novo endereço da inspetoria será rua Manoel Byrro, 436 - salas 301 e 302 - bairro Vila Bretas - Governador Valadares.

Para mais informações, entre em contato pelo 0800 031 2732

 

O Crea-MG promoveu blitze de fiscalização nas cidades de Montes Claros, Ipatinga, Ituiutaba, Boa Esperança e Contagem, na semana passada. As ações repercutiram na mídia local.

Confira abaixo:

 

📌 BLITZ DE FISCALIZAÇÃO

  1. Crea intensifica fiscalizações com crescimento da construção civil 

     26/11/2021 | Inter TV - Afiliada da Globo | Montes Claros - MG

  1. Ipatinga recebe blitz de fiscalização do Crea-MG

     24/11/2021 | Portal da Cidade | Ipatinga - MG

  1. Crea-MG fiscaliza obras e empresas em Ituiutaba

     24/11/2021 | Regionalzão | Ituiutaba - MG

  1. Montes Claros recebe pela segunda vez este ano blitz do Crea-MG

    25/11/2021 | Rede Gazeta de Comunicação | Montes Claros - MG 

  1. Montes Claros recebe pela segunda vez este ano blitz do Crea-MG

    26/11/2021 | Rádio Educadora Moc | Montes Claros - MG 

  1. Crea-MG fiscaliza obras e elevadores em Contagem

    25/11/2021 | Notícias de Contagem | Contagem - MG

 

 📌ENERGIA SOLAR

  1. Minas Gerais é campeã em geração distribuída de energia solar

      24/11/2021 | Legalzona  

  1. Minas Gerais é campeão em geração distribuída de energia solar

    24/11/2021 | Diário Tribuna | Teófilo Otoni - MG 

  1. Minas Gerais é campeão em geração distribuída de energia solar

    24/11/2021 |  Diário Tribuna | Teófilo Otoni - MG | Opinião/Gerais 

  1. Minas Gerais é campeã em geração distribuída de energia solar

    24/11/2021 | A Notícia Online | Muriaé - MG

  1. Minas Gerais é campeão em geração distribuída de energia solar

     24/11/2021 | O Corvo-Veloz | Lavras - MG 

  1. Estado de Minas Gerais é campeão em geração distribuída de energia solar

     22/11/2021 | Folha de Sete Lagoas- Online | Sete Lagoas - MG

  1. Minas Gerais é campeão em geração distribuída de energia solar

     22/11/2021 | Não Perde Não - Online | Uberlândia - MG 

  1. Minas Gerais é campeão em geração distribuída de energia solar

     26/11/2021 | Portal do Agronegócio 

  1. MG é campeã em geração distribuída 

      27/11/2021 | Jornal de Notícias | Montes Claros - MG 

 

Imprimir maior dinamismo e autonomia ao processo de aprendizagem, por meio do engajamento do aluno em atividades práticas desde o primeiro ano do curso. Promover aprendizado baseado em metodologias ativas, com solução de problemas concretos e que exijam conhecimentos interdisciplinares. Estes são alguns pontos de destaque da Revisão das Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Engenharia, que deverão ser implementados no Brasil até dezembro de 2022. O conselheiro da Câmara de Geologia do Crea-MG, engenheiro de minas José Margarida, acompanha os debates técnicos e diz que a mobilização busca instrumentos para qualificar as metodologias de ensino e combater a evasão escolar.

José Margarida - Atualizar os cursos é uma tarefa constante, tendo normas específicas ou não apontando nesse sentido, nós temos que combater a evasão escolar, nós temos que criar cursos que estejam mais sintonizados tanto com o mercado quanto com a sociedade. Essa é uma tarefa de adaptar aos novos tempos sem, evidentemente, deixar de ter as competências fundamentais da engenharia. Colocar nos cursos as questões de controle, automação, modernização, mas também adaptando questões sociais para formação do engenheiro do futuro.

A articulação é liderada pela Associação Brasileira de Educação em Engenharia (Abenge) e conta com o apoio da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e do Conselho Nacional de Engenharia e Agronomia (Confea). O trabalho começou logo após a publicação da Resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE), que instituiu as novas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Engenharia (DCNs), em abril de 2019. Professor do Curso de Engenharia de Minas Universidade Federal de Ouro Preto, José Margarida ressalta que as universidades devem induzir a adoção de novas abordagens de ensino aprendizagem que envolvam maior aproximação com o mercado, com competências técnicas e gerenciais. 

José Margarida: Os alunos dessa nova geração aprendem de formas diferentes e nós precisamos avançar com metodologias que trabalhem mais diretamente os problemas que eles vão enfrentar na prática. Então, desde 2002 com as DCNs antigas e muito mais agora,  a partir de 2019, essa ideia do  mão na massa, dos alunos já aprenderem a resolver problemas, evidentemente não esquecendo de uma parte teórica, mas incluindo mais questões práticas nos cursos e trabalhos mais diretos pelos alunos, aprendizado pela experiência deles. As novas diretrizes dos cursos são para que o envolvimento social dos alunos, a aquisição de conhecimentos nesse campo social, trabalhos direto com as necessidades da sociedade, transmissão do conhecimento, que são chamados hoje de Soft Skills, competências a partir dos conhecimentos sociais da realidade.

Outra recomendação prevista na Revisão das Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Engenharia é a promoção frequente de fóruns, com participação de profissionais, empresas, organizações públicas e privadas. A ideia é que todos contribuam nos debates sobre demandas sociais, humanas e tecnológicas para acompanhar a evolução constante da Engenharia. Desta forma, haverá melhor definição e atualização do perfil do aluno que vai ingressar no mercado de trabalho. 

Renato Franco
Rádio Crea-Minas
Publicada em 29 de novembro de 2021